Banner 1

 

 

ADEE0644.JPG

 

O Centro de Estudos Interdisciplinares de Comunicação (CEC), em parceria com o a Associação de Jornalistas Económicos de Moçambique (AJECOM), promoveu nos dias 9 e 10 de, Setembro, na Província de Gaza, em Bilene, sessões de capacitação, sobre Jornalismo Económico com enfoque na economia local e monitoria de políticas públicas.

 

O treinamento, visava habilitar profissionais de Rádios Comunitárias da Zona Sul (Províncias de Gaza, Inhambane e Maputo) em matéria sobre o Ciclo de Planificação, incluindo a identificação, tratamento e divulgação de informações económicas à luz de Instrumentos Legais.

 

Os participantes discutiram, entre vários temas, as etapas do Ciclo de Planificação Distrital que consiste no Diagnostico, Definição de Objectivos e Metas, Formulação de Estratégias, Afetação de Recursos, Implementação e Acompanhamento, e Avaliação, tendo em conta o calendário pelo qual são submetidas e aprovadas todas as propostas e projectos desenvolvidos.


Para permitir que o jornalista tenha ferramentas necessárias para a cobertura e divulgação de assuntos económicos foram partilhados Instrumentos Legais que permitem o acesso a informação económica e que auxiliam na promoção de assuntos económicos com envolvimento de actores sociais. Deste modo, foi introduzido e debatido a Lei do Direito à Informação (Lei 34/2014, de 31 de Dezembro), o Regulamento da Lei do Direito à Informação (Decreto 35/2015, de 31 de Dezembro), a Lei de Imprensa (Lei 18/91, de 10 de Agosto) e Constituição da República de Moçambique (o artigo 48, que versa sobre a Liberdade Expressão, de Imprensa e o Direito à Informação).


Foram apresentadas também as ferramentas para a realização de reportagens simples e objectivas. Tais ferramentas consistem no uso de modelo de pirâmide invertida- na apresentação de notícias, imparcialidade, isenção, clareza e uso de linguagem perceptível para as comunidades.


Durante as sessões, desenharam-se acções concretas a serem tomadas para uma participação activa da comunidade no debate dos assuntos económicos locais. Assim, referiu-se à necessidade da realização de entrevistas às comunidades, promoção de debates radiofónicos em línguas locais tendo como participantes os próprios membros da comunidade. E em unanimidade conclui-se que as matérias sobre economia devem ser inspiradas em assuntos do dia-a-dia da comunidade, mormente à economia local.


Participaram desta formação, 13 Jornalistas provenientes das Rádios Comunitárias Ponta D’Ouro, Gwevhane, Nhuvuju, Maria, Vilankulos, Kussinga, Morrumbene, Save, Voz Coop, Mutyiana, Komate e Massangena.

 

ADEE0764.JPGADEE0759.JPGADEE0758.JPGADEE0752.JPGADEE0751.JPGADEE0750.JPGADEE0747.JPGADEE0729.JPGADEE0726.JPGADEE0653.JPGADEE0647.JPGADEE0642.JPGADEE0625.JPGADEE0615.JPGADEE0613.JPGADEE0612.JPGADEE0609.JPGADEE0608.JPGADEE0604.JPGADEE0572.JPGADEE0379.JPGADEE0374.JPGADEE0373.JPGADEE0372.JPGADEE0369.JPGADEE0367.JPGADEE0366.JPGADEE0359.JPGADEE0355.JPGADEE0350.JPGADEE0349.JPGADEE0348.JPGADEE0346.JPGADEE0345.JPGADEE0298.JPGADEE0294.JPGADEE0277.JPGADEE0272.JPGADEE0269.JPGADEE0259.JPGADEE0257.JPGADEE0256.JPGADEE0249.JPGADEE0247.JPGADEE0245.JPGADEE0244.JPGADEE0240.JPGADEE0198.JPGADEE0197.JPGADEE0196.JPGADEE0190.JPGADEE0189.JPGADEE0184.JPG